O AGRO PV ELEVOU A EFICIÊNCIA DA TERRA PROTEGENDO AS CULTURAS CONTRA A LUZ SOLAR FORTE

abr - 18
2019

O AGRO PV ELEVOU A EFICIÊNCIA DA TERRA PROTEGENDO AS CULTURAS CONTRA A LUZ SOLAR FORTE

O instituto Fraunhofer para Sistemas de Energia Solar da Alemanha demosntrou que a combinação de geração solar com a atividade agrícola é agora não apenas viavel a custos mais baixos, mas pode ser particulamente adequada para regiões áridas.

O centro de pesquisa de energia solar da Alemanha, o Fraunhofer ISE, forneceu novos dados de seu Projeto Agrophotovoltaics – Resource Efficient Land Use, que mostra como a combinação de geração solar e agricultura está aumentando significativamente a eficiência do uso da terra. O instituto disse que a eficiência do uso da terra em sua instalação piloto agrophotovoltaica de 194 kW perto do Lago Constance aumentou 186% por hectare no ano passado – ajudada por um verão ensolarado recorde. Isso em comparação com um aumento de eficiência de 160% no ano anterior .

Uma solução para regiões áridas

Os pesquisadores do instituto disseram que a maior radiação solar foi responsável por um aumento na produção de energia solar e a irradiação solar sob os painéis fotovoltaicos foi 30% menor, contribuindo para a eficiência do uso da terra observada, juntamente com uma menor temperatura do solo e menor distribuição de precipitação. “Podemos supor que a sombra sob os módulos solares semitransparentes permitiu que as plantas suportassem melhor as condições quentes e secas de 2018”, disse Andrea Ehmann, cientista agrícola do ISE Fraunhofer. Embora cientistas do ISE afirmem que são necessários mais testes em climas áridos e com culturas diferentes, os pesquisadores acrescentaram que os resultados de 2018 parecem indicar que as agrophotovoltaicas são uma boa opção para regiões com pouca chuva.

Custos decrescentes

Os especialistas da Fraunhofer disseram que os custos das instalações de agro fotovoltaicos podem cair ainda mais no futuro próximo, graças a economias de escala e efeitos de aprendizado, e que eles já são competitivos em custos com os pequenos sistemas solares no telhado. No topo desse benefício, os proprietários de sistemas fotovoltaicos em terras aráveis ​​poderiam ver uma fonte adicional de renda do armazenamento de energia, ou do uso crescente de veículos elétricos na agricultura. O ISE Fraunhofer disse que está desenvolvendo vários projetos para transferir a tecnologia para os países em desenvolvimento, bem como testá-lo para outras aplicações. “Além de menos evaporação e temperaturas mais baixas, a coleta de água da chuva com módulos fotovoltaicos também tem um papel”, acrescentou o instituto.

Fonte: Emiliano Bellini

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *